jusbrasil.com.br
29 de Março de 2020

Diário de um Estagiário 1

Estágio em Escritório de Advocacia

Alaide Souza, Advogado
Publicado por Alaide Souza
há 4 anos

Olá pessoal, essa é a primeira vez que escrevo no JUSBRASIL. Por isso, desde já, peço que não sejam tão severos nas críticas. Entretanto, ficaria imensamente feliz em receber mais dicas dos JUSCOLABORADORES!

Comecei a estagiar em um escritório muito bem reconhecido no Estado de Sergipe, desde o quarto período da Graduação. Atualmente estou no sétimo período e permaneço no estágio. Gostaria de dividir minha experiências.

Eu não acreditava na tese de que o estagiário é o Bombril do escritório. Hoje não só acredito como sou o próprio Bombril.

Inicialmente, ao começar o estágio queria mostrar serviços, bem como tudo que sabia, e que já tinha aprendido na faculdade. Que inocência a minha, rsrsrsr!

Pois bem, um dos advogados do escritório fazia (não faz mais) parte do Conselho de ética da OAB. Então todas as defesas dos procedimentos disciplinares administrativos que os Advogados do Estado sofriam, o meu chefe tinha a obrigação de elaborar uma defesa plausível. Mas quem vocês acham que fazia essa tese defensiva? Claro, a estagiária, recém chegada, com todo gás, que queria mostrar serviços e tal.

Não esqueço das vezes em que procurei o advogado - meu chefe - e informei que não existia condições em fabricar uma tese defensiva em favor Demandado (que por sinal era um advogado).

Fiquei surpresa com os inúmeros processos administrativos e, com a quantidade de advogados sem responsabilidade e compromisso com o cliente, que não só existem como têm seus escritórios abertos em pleno funcionamento e, inclusive, "bem vistos" na sociedade.

Desde então, passei a perceber que a carreira advocatícia não seria fácil. Pois defender, quem, na primeira impressão, não tem nenhuma expectativa de defesa, é insondável.

Posteriormente, auferi que os procedimentos, de uma forma geral, trazem uma falha consigo. Mas para visualizar tal, faz-se necessário um olho clínico-jurídico. Nesse ponto, meu chefe foi bondoso e carismático para alumiar meu conhecimento. Quando recordo dessa época, pouco mais de ano atrás... Que nostalgia! Achei que sempre teria alguém para me orientar. Não caçoem de minha inocência!

Logo galguei. Passando a não incomodar meu chefe com a mesma frequência de antes. Passando a receber a elogios pela minha desenvoltura com petições (atentem-se para o fato de que estagiário não é elogiado. Por isso não pode envaidecer-se ao ouvir qualquer elogio. Como demonstrarei nas próximas vezes que escrever)

T+ pessoal!

Amanhã, com certeza tem mais...

2 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

OI, interessante seu compartilhamento de experiência, eu vou começar a estagiar, começo do ano que vem, em um escritório de advocacia, até então estou em órgão público, e por aqui é bem "laite", tem pouco serviço, e os que tem não serve muito para o aprendizado. Eu sei que no escritório que irei trabalhar as coisas serão mas difíceis, mas viso o desenvolvimento pessoal e o aprendizado. O que você aconselharia para eu me adaptar melhor no começo do meu estágio ??? Obrigada por compartilhar !! continuar lendo

olá Rafaela!
perdoe a demora em responder......os trabalhos aumentaram de tal forma que infelizmente não consegui dar conta de escrever aqui diariamente!
Acredito que hoje você já esteja estagiando ou até concluído seu curso!
Mas, digamos que a rotina suavizou, rsrsrsrsr
Então se puder ajudar em algo, conta comigo! continuar lendo